Produtos

Dafenil Progress

Inseticida sistémico

Formulação
Concentrado para emulsão (EC) com 400 g/L de dimetoato
Grupo Químico
Organofosforado
AV Nº
492
Intervalo de Segurança
◘ 14 dias em alho e cebola
◘ 21 dias em beringela e tomate
◘ 28 dias em beterraba, nabo e oliveira
◘ 35 dias em cenoura, pastinaca e salsa
◘ 120 dias em citrinos

Classificação CLP


Líquido e vapor inflamáveis.

Nocivo por inalação/ingestão.

Provoca uma reação alérgica cutânea.

Tóxico para organismos aquáticos.

Rótulo


ATENÇÃO: A consulta deste site não dispensa a leitura
atenta dos rótulos. Leia sempre os rótulos.

Download em formato "pdf"

Propriedades

◘ O Dafenil Progress é um inseticida organofosforado, com ação sistémica de contacto e ingestão ao nível do sistema nervoso dos insetos, enquanto inibidor da acetilcolinesterase.

◘ Controla afídeos, moscas, traças e tripes.


Condições de Aplicação


Cultura Problema Conc. Dose Modo de Emprego
Alho Tripes 0.17-0.2 L/hL 0.5-0.6 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.6 L/ha em situações de elevada pressão da praga.

Não tratar na floração.

Beringela Afídeos 0.17-0.2 L/hL 0.5-0.6 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.6 L/ha em situações de elevada pressão da praga (máximo de 2 aplicações).
Beterraba Afídeos 0.09-0.12 L/hL 0.5-0.6 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.6 L/ha em situações de elevada pressão da praga.
Cebola Tripes 0.17-0.2 L/hL 0.5-0.6 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.6 L/ha em situações de elevada pressão da praga.

Não tratar na floração.

Cenoura Moscas 0.2 L/hL 0.6 L/ha Aplicar no início da infestação.
Centeio Afídeos 0.08-0.25 L/hL 0.4-0.5 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.5 mL/ha em situações de elevada pressão da praga (máximo de 1 aplicação). Não tratar após a floração.
Citrinos Afídeos 0.1-0.12 L/hL 1.2 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 1,2 L/ha em situações de elevada pressão da praga.
Nabo Afídeos 0.09-0.12 L/hL 0.5-0.6 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.6 L/ha em situações de elevada pressão da praga.
Oliveira Moscas 0.1 L/hL 1.2 L/ha Aplicar no início da infestação. Não tratar na floração.
Oliveira Traças 0.12 L/hL 1.2 L/ha Aplicar no início da infestação, controlando a geração antófaga. Não tratar na floração.
Pastinaca Moscas 0.2 L/hL 0.6 L/ha Aplicar no início da infestação.
Plantas ornamentais Afídeos 0.06 L/hL 0.6 L/ha Aplicar no início da infestação.

Não tratar após o início da floração.

Salsa Moscas 0.2 L/hL 0.6 L/ha Aplicar no início da infestação.
Tomate Afídeos 0.17-0.2 L/hL 0.5-0.6 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.6 L/ha em situações de elevada pressão da praga (máximo de 2 aplicações).
Trigos Afídeos 0.08-0.25 L/hL 0.4-0.5 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.5 mL/ha em situações de elevada pressão da praga (máximo de 1 aplicação). Não tratar após a floração.
Triticale Afídeos 0.08-0.25 L/hL 0.4-0.5 L/ha Aplicar no início da infestação, utilizando a dose de 0.5 mL/ha em situações de elevada pressão da praga (máximo de 1 aplicação). Não tratar após a floração.

Volume de Calda Recomendado

300 L/ha, à exceção de beterraba e nabo (500-600 L/ha), fruteiras (1000-1200 L/ha), plantas ornamentais (1000 L/ha) e poáceas (200-500 L/ha).


Informações Complementares

◘ Não aplicar em avencas (Adianthum spp.), arália japonesa (Aralia sieboldii), begónia (Begonia multiflora), calceolária (Calceolaria rugosa), cóleus (Coleus hybridus), crisântemo (Chrysanthemum indicum), espargo de folha miúda (Asparagus plumosus), falsa hera (Cissus antarctica), fetos (Nephrolepis spp.), figueira lira (Ficus pandurata), freios (Pteris spp.), gloxínia (Sinningia speciosa), salva brilhante (Salvia splendens) e sanquézias (Sanchezia spp.).

◘ Antes de usar o produto em espécies/variedades não testadas, deve pulverizar-se uma pequena área antes do tratamento para confirmação da seletividade.

◘ Para evitar a ocorrência de fenómenos de resistência, realizar a alternância de Dafenil Progress com produtos de outro grupo químico e modo de ação.

◘ O produto não é fitotóxico para as doses de aplicação e usos recomendados, desde que sejam respeitadas as indicações do rótulo.

◘ Não deve ser misturado com produtos alcalinos, produtos com base em mistura bordalesa e/ou produtos que contenham enxofre.

◘ Não aplicar Dafenil Progress em culturas sob stress provocado por geada, herbicida e/ou insuficiência hídrica.

◘ Com tempo quente, tratar no início da manhã ou à noite para obter melhores resultados.

◘ Não aplicar em culturas molhadas ou em risco de chuva/geada iminente.


Embalagens

100 mL, 1 L e 20 L


Ficha de Dados de Segurança

Download em formato "pdf"