Produtos

Fluva

Herbicida sistémico para o controlo de infestantes dicotiledóneas e algumas gramíneas anuais em milho para forragem e para grão em aplicações de pós-emergência

Formulação
Suspensão concentrada (SC) com 480 g/L ou 41% ( p/p) de mesotriona
Grupo Químico
Tricetonas (Grupo HRAC 27)
AV Nº
1920
Intervalo de Segurança
N/A

Classificação CLP


Pode provocar uma reação alérgica.
Suspeito de afetar o nascituro.
Pode afectar os órgãos após exposição prolongada ou repetida.
Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.

Rótulo


ATENÇÃO: A consulta deste site não dispensa a leitura
atenta dos rótulos. Leia sempre os rótulos.

Download em formato "pdf"

Propriedades

FLUVA é um herbicida sistémico, de absorção foliar e radicular com ação residual, com base em mesotriona. Esta substância ativa pertence à família química das tricetonas (Grupo HRAC 27), inibe a biossíntese dos cartenóides através da interferência da atividade da enzima HPPD (4-hidroxifenilpiruvato-dioxigenase) nos cloroplastos, conduzindo a uma interrupção da síntese da clorofila e causando uma despigmentação característica nas infestantes suscetíveis e a sua morte.


Condições de Aplicação


Cultura Problema Dose Modo de Emprego
Milho Catassol 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.
Milho Erva-da-moda 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.
Milho Erva-moira 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.
Milho Figueira-do-inferno 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.
Milho Junça 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.
Milho Malvão 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.
Milho Milhã-digitada 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.
Milho Moncos-de-perú 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.
Milho Picão-preto 0.3 L/ha Milho (forragem e grão): Utilizar a dose de 0,3 L/ha entre a pré-emergência e a pós-emergência do milho (máximo de 1 aplicação), até ao estado de 8 folhas livres. A melhor eficiência é obtida intervindo precocemente com TEMSA® 480, em infestantes pouco desenvolvidas: entre a emergência e o estado de 4 folhas para dicotiledóneas e o estado de 1 a 3 folhas para gramíneas.

Volume de Calda Recomendado

◘ 100-300 L/ha


Infestantes Susceptíveis

Moncos-de-perú (Amaranthus retroflexus), malvão (Abutilon theophrasti), picão-preto (Bidens tripartita), catassol (Chenopodium album), figueira-do-inferno (Datura stramonium), milhã-digitada (Digitaria sanguinalis), erva-da-moda (Galinsoga parviflora), erva-moira (Solanum nigrum), junça (Cyperus rotundus).


Infestantes Resistentes

Rábano-silvestre (Raphanus raphanistrum)


Embalagens

◘ 1L